Buscar
  • Alexandre Costa

COMITÊ EM DEFESA DA DEMOCRACIA LANÇA SITE PARA DAR VISIBILIDADE ÀS AÇÕES POLÍTICAS E SOCIAIS

Atualizado: Abr 22


Desde que foi criado, em abril de 2016, em Porto Alegre, o Comitê em Defesa da Democracia e do Estado Democrático de Direito tem promovido inúmeras atividades políticas e sociais, a partir de temas relevantes e de grande interesse para o conjunto da sociedade. Para marcar os quatro anos de atuação, o Comitê está lançando o seu site. Esse novo veículo será uma espécie de casa nova, que permitirá reunir as nossas ferramentas de comunicação já existentes (canal no YouTube e páginas no Facebook), utilizando-as de forma integrada. Além disso, o site nos permite também abrigar, reunir e organizar a nossa própria história, facilitando o acesso de todos às ações promovidas ou apoiadas pelo Comitê.


HISTÓRIA

O Comitê em Defesa da Democracia e do Estado Democrático de Direito foi criado no dia 04 de abril de 2016, no ato de lançamento de um manifesto em defesa da democracia subscrito inicialmente por 434 profissionais gaúchos das áreas de educação superior, cultura, pesquisa, comunicação, direito e ações comunitárias, com atuação em diferentes espaços de produção intelectual públicos e privados no Rio Grande do Sul. Disponibilizado para assinaturas através do Avaaz, o manifesto chegou até o presente momento ao total de 2.906 signatários. (link com o manifesto). ​ O comitê surgiu a partir da preocupação com o grave risco de ruptura institucional vigente no Brasil, em decorrência do processo de impeachment da presidente da República, encaminhado de forma açodada e sem que tenha sido caracterizado crime de responsabilidade. Um processo que coloca em xeque o funcionamento das instituições e o respeito à própria Constituição. ​ O comitê orienta-se pela compreensão de que é preciso consolidar a democracia no país e encaminhar as importantes mudanças necessárias para o enfrentamento da crise econômica e a retomada do desenvolvimento com inclusão social e a defesa da soberania nacional. Mudanças que só poderão ser realizadas com o apoio de um amplo bloco de forças sociais e políticas com elas comprometidas. ​ Nesta perspectiva, o comitê foi constituído como um espaço propositivo e regular de informação, reflexão, debates e manifestações. Trata-se de um espaço de debates plural, suprapartidário, buscando a participação de pessoas com diferentes visões ideológicas e políticas, reunidas para defender a democracia e as grandes mudanças sociais acima indicadas.


O Comitê em Defesa da Democracia e do Estado Democrático de Direito, entidade plural e sem vinculação direta com um ou mais partidos, tem participado de atos públicos, manifestos, organização de eventos, debates e seminários sobre temas relacionados à conjuntura social, política e econômica do país. Além de combater a fome durante o processo de isolamento social, em função da necessidade de barrar a propagação do coronavírus, o Comitê tem travado batalhas em defesa da democracia, denunciando a supressão de direitos, em função das reformas trabalhista e da previdência, da privatização do Pré-Sal, do desmonte da Petrobras, dos cortes de recursos nas universidade públicas, entre outros.





O Comitê em Defesa da Democracia e do Estado Democrático de Direito tem participado ativamente das iniciativas conjuntas com os movimentos sociais, em Porto Alegre, promovendo debates e discussões sobre conjuntura política, social e econômica.




0 visualização