INFORMES INTERNOS

Informe 1 – Grupos de comunicação do Comitê

Conforme já destacamos nos últimos dias, temos dois grupos de mensagens em funcionamento no Comitê, com regras específicas de postagens.

O Grupo de Debates (Comitê Democracia Debates) é reservado para conversas, debates e postagens informais como textos, vídeos, áudios e memes.

O Grupo de Informações Oficiais (Info Oficiais do Comitê) é reservado exclusivamente para comunicados e deliberações oficiais do Comitê.

Devido à entrada de novos integrantes no Comitê nas últimas semanas e frente à limitação do WhatsApp de 256 participantes por grupo, criamos um segundo grupo destinado às comunicações oficiais: Info Oficiais do Comitê 2. Em nenhum desses dois grupos de informações oficiais, devem ser postados conversas informais, textos, vídeos, áudio e memes.

 

Informe 2 – Listas de Transmissão

Temos também duas Listas de Transmissão, utilizadas para o envio de mensagens oficiais individuais aos integrantes do Comitê, já que nelas também o limite permitido pelo WhatsApp é de 256 pessoas. Por elas são enviados ainda alertas para que cada membro se manifeste sobre as questões em deliberação nos grupos Info Oficiais do Comitê e são enviados também links para a divulgação e a participação em debates, saraus e outras atividades on-line.

Informe 3 – Necessidade de novo aplicativo

Não criamos dois grupos de Debates do Comitê para poder incluir mais de 256 pessoas, pois entendemos que esse grupo é o que possibilita a interação diária dos membros e que sua duplicação poderia também duplicar o Comitê, criando o “Comitê 1” e o “Comitê 2”. Teremos de resolver essa dificuldade. Uma das possibilidades em análise pela Comissão de Coordenação é a migração dos grupos do Comitê para o aplicativo Telegram, que permite o ingresso de até 200 mil participantes em cada grupo. É um aplicativo tão amigável quanto o WhatsApp e de utilização muito parecida. Essa migração dependerá, entretanto, da avaliação que vem sendo feita pela Comissão de Coordenação e, depois, da aprovação pelo Pleno do Comitê.

Informe 4 – Outros meios de comunicação e divulgação do Comitê
 

Além dos grupos e lista de WhatsApp, temos os seguintes canais de comunicação entre os membros do Comitê e com a Comunidade mais ampla:

Página no Facebook https://www.facebook.com/comiteemdefesadademocracia/ ,

canal no Youtube https://www.youtube.com/channel/UCy3ilSpq7_s2WpaH28dZ0XA e

site https://www.comiteemdefesadademocracia.com/

 

Informe 5 - Método organizacional e de tomada de decisões

Ao longo do primeiro ano de existência do nosso Comitê, fomos estabelecendo procedimentos que seguem os princípios estabelecidos na sua fundação e que regem nossa forma de organização desde então. A Carta de Princípios do Comitê e o documento que sintetiza os Procedimentos Adotados pelo Comitê, uma espécie de Regimento Interno que orienta nossas posturas e formas de decisão, podem ser acessados no site do Comitê, na aba documentos https://www.comiteemdefesadademocracia.com/outros-documentos, ou nos anexos postados abaixo.

É importante destacar que todas as decisões tomadas em reuniões presenciais são submetidas a referendo do Pleno do Comitê, via manifestações nos grupos de mensagens Info Oficiais do Comitê 1 e 2, assim como ocorre com todas as propostas, documentos ou atividades sugeridas pela Comissão de Coordenação ou por qualquer membro do Comitê. As decisões são tomadas somente quando se obtém consenso sobre elas. Para isso, é preciso que ao menos 10% dos integrantes do Comitê (hoje, somos 289) manifestem-se favoravelmente à proposta e que não haja vetos. Para se obter esse consenso, são incorporadas à proposta original as sugestões e alterações apresentadas, até que todos se manifestem favoravelmente.

 

Informe 6 – Sede

O crescimento das atividades do Comitê e a possibilidade de estabelecer novas parcerias com movimentos sociais, visando intensificar e ampliar ainda mais essas atividades, nos levou, ao longo do ano de 2019, a buscar alugar uma sede e dividi-la com outros parceiros. Propusemos parceria ao Instituto Padre Josimo, ao Movimento dos Pequenos Agricultores, ao Jornal Brasil de Fato, à Rede Soberania e à Associação de Juristas pela Democracia (AJURD), entidades e movimentos com os quais já vínhamos mantendo parceria na área de comunicação e na realização de atividades conjuntas.

Agregou-se ao grupo de entidades e movimentos o Levante Popular da Juventude; a diretoria da Associação de Docentes da UFRGS concordou em nos alugar, por R$ 3.000,00 mensais, sua antiga sede, na rua Octávio Corrêa nº 45, na Cidade Baixa – um prédio de três andares, mobiliado com mesas e cadeiras, cozinha instalada, câmeras de segurança e wi-fi instalados e um miniauditório com 60 lugares. Projetamos construir ali um estúdio para transmissões de rádio e tv web.

 

A utilização será conjunta e o aluguel e demais despesas serão rateados entre as entidades e movimentos participantes, à exceção do Levante Popular da Juventude, que utilizará o espaço sem participar do rateio.

Todos os trâmites para o aluguel já foram concluídos, faltando apenas a assinatura do contrato, suspensa em decorrência da pandemia da Covid-19 e do isolamento social, mas que será retomada tão logo se encerre o isolamento.

 

 

Informe 7 – Finanças

As atividades do Comitê são todas voluntárias e sem remuneração, mas algumas delas implicam gastos e exigem a participação de profissionais especializados que precisam ser remunerados por seu trabalho. Frente à necessidade de fundos para custear nossas ações, temos realizado coletas de contribuições voluntárias para o encaminhamento de cada atividade específica, ao final da qual é sempre realizada a correspondente prestação de contas ao Pleno do Comitê.

Diante da iminência do aluguel de nossa sede e da participação no rateio de seu pagamento, decidimos, desde o final de 2019, solicitar uma contribuição mensal voluntária e, portanto, não obrigatória, aos membros do Comitê. O valor estipulado é de R$ 20,00; uma vez assumido o compromisso, a contribuição deve ser comunicada à equipe responsável pela arrecadação e manutenção da conta bancária e, a partir daí, realizada mensalmente ou, se for mais conveniente, por um número maior de meses.

O controle das contribuições é feito pela inclusão de um valor em centavos em cada contribuição, o que permite que a pessoa que depositou seja identificada sem a necessidade do envio do comprovante de depósito. Cada pessoa é identificada pelo seu número de centavos nos depósitos. Por exemplo, alguém que assume a contribuição de R$ 20,00 faz um depósito mensal de R$ 20,01, ou R$ 20,02, ou R$ 20,99, conforme os centavos que lhe forem designados para identificação. Quem atribui os centavos a cada um é a companheira Denise Galeazzi, com quem os novos contribuintes devem fazer contato, via WhatsApp, para saberem quais centavos identificadores lhes cabem. O número do celular da Denise é 051 99987 0445.

Informe 8 – Campanha de arrecadação de fundos e distribuição de cestas básicas e produtos de limpeza

Frente à pandemia da Covid-19 e à omissão e/ou demora dos governos em prover assistência às famílias em condição de vulnerabilidade social, nosso Comitê vem realizando uma campanhas de arrecadação de fundos para a compra de cestas básicas e produtos de limpeza. Já recolhemos R$ 13.418,02, por meio de contribuições voluntárias dos integrantes do próprio Comitê e, com esses recursos, compramos o total de R$ 11.565,42 em cestas, distribuídas no final de março e no final de abril de 2020. Restaram R$ 1.852,40, que estão sendo utilizados para a compra emergencial de cestas básicas, de acordo com pedidos que nos são enviados.


A campanha continua em vigência, será feita uma nova chamada para contribuições voluntárias em maio e continuará enquanto durar a pandemia. Estamos iniciando agora em maio uma segunda etapa dessa campanha, expandindo-a para além dos integrantes do Comitê. Um texto está em elaboração e será enviado a todos/as como uma sugestão para ser reenviado a amigos e conhecidos, solicitando o engajamento na campanha. Todos os membros do Comitê que quiserem colaborar podem fazer um depósito ou transferência bancária de qualquer valor, mas com a inclusão de 99 centavos no final, para que a campanha seja identificada como a finalidade do depósito (R$ 10,99; R$ 20,99... R$ 50,99... R$ 100,99... R$1.000,99) na seguinte conta: Banco do Brasil, Ag. 1249-1, Conta Corrente 69454-1, Sueli de Fátima Mousquer, CPF 19439458020, e Denise Galeazzi, CPF 07858370006.


Além das cestas básicas, com a chegada do inverno, iniciaremos a coleta de roupas e agasalhos.

Informe 9 – Associação de Amigos do Comitê (ACDD)


Diante da necessidade de institucionalizar algumas atividades do Comitê e obter um CNPJ, que nos possibilitará encaminhar projetos e nos candidatar a financiamentos de órgãos e instituições nacionais e internacionais voltados para o auxílio de organizações sem fins lucrativos, e frente à preocupação de não burocratizar nosso movimento e, principalmente, manter sua estrutura semiformal e horizontal, decidimos, em reunião no final de 2019, criar uma Associação de Amigos do Comitê em Defesa da Democracia e do Estado Democrático de Direito (ACDD),que foi fundada no dia 3 de dezembro daquele ano e se encontra em processo de registro. Todos os membros do Comitê até aquela data e que manifestaram interesse em participar foram considerados sócios fundadores da ACDD, a qual se constituiu com a seguinte equipe de coordenação:


1)  Coordenação:
Coordenadores gerais: Benedito Tadeu César e Jucemara Silva Beltrame.
Coordenadores Administrativos: Ricardo de Almeida Collar e Sueli de Fátima Mousquer.
Coordenadores Financeiros: Denise Terezinha Hartmann Galeazzi e Rosângela Izidoro Cabral.


2) Conselho fiscal: Igor Teixeira, Kathy Helena Esposito, Magda Beatriz Galant Francois e Volnei da Conceição Picolotto.


3)   Conselho Consultivo: Alexandre Costa, Dão Real Pereira dos Santos, Edith Jaqueline León Orellana, Enno Dagoberto Liedke Filho, Gelsa Knijinik, Jaqueline Moll Collar, José Antônio Dias Tavares, Margot Johanna Capela Andras, Maria Bernadete D’Avila de Bem, Maria da Graça Pinto Bulhões, Mário Luiz Madureira, Patrícia Chittoni Ramos Reuillard, Paulo Cezar Timm, Ricardo Datheim, Vinicius Teixeira Galeazzi, Walter Morales Aragão, Zoravia Augusta Bettiol.


A ACDD é um órgão auxiliar do Comitê, totalmente subordinada a ele e às decisões do Pleno de seus integrantes e, portanto, sem autonomia para tomar iniciativas sem antes obter a aprovação dos integrantes do Comitê. A Associação foi criada com o fim de potencializar e ampliar as atividades do Comitê. Como tal, além de buscar recursos, poderá propor e realizar palestras, cursos, debates, pesquisas, espetáculos, ações comunitárias, projetos e outras atividades, sempre mediante a aprovação e por meio dos integrantes do Comitê. A depender de suas necessidades e mediante a existência de recursos, poderá contratar profissionais para auxiliar, assessorar e até mesmo realizar atividades.

Informe 10 – Comissões R Grupos de Trabalho e de Coordenação Executiva

Temos 12 Comissões/Grupos de Trabalho (CT) em funcionamento ou em fase de formação e uma Comissão de Coordenação Executiva (CCE), que é constituída por até dois representantes de cada CT em funcionamento. As CT são constituídas por sugestão dos integrantes do Comitê e submetidas à aprovação do Pleno. Elas são temporárias, existindo durante o tempo de realização da atividade proposta, sendo que seus membros indicam pelo menos um dos seus participantes para compor a Comissão Coordenadora Executiva do Comitê. Este procedimento visa assegurar o dinamismo do Comitê e, ao mesmo tempo, garantir representatividade à CCE que, como seu nome indica, tem competência para executar as decisões tomadas pelo conjunto dos integrantes do Comitê, cabendo a ela também propor atividades que são sempre submetidas à aprovação do Pleno.

Atualmente, a Comissão de Coordenação Executiva é composta pelos companheiros Alexandre Costa, Benedito Tadeu César, Denise Galeazzi, Irene Galeazzi, Jucemara Beltrame, Maria da Graça Pinto Bulhões, Mário Madureira, Patrícia Reuillard, Rosângela Cabral, Sueli Mousquer, Vinicius Galeazzi e Volnei Picolotto.

Hoje, temos as seguintes Comissões e Grupos de Trabalho em funcionamento ou em fase de formação:
a)    Comissão de Redação (Maria da Graça Pinto Bulhões e Patrícia Reuillard);
b)    Comissão de Finanças (Denise Galeazzi, Rosângela Cabral e Sueli Mousquer);
c)    Comissão de Relações Externas e com outros Movimentos (Benedito Tadeu César e Mário Madureira);
d)    Comissão de Comunicação (em formação, sob a responsabilidade de Alexandre Costa, com a colaboração de Maria da Graça P. Bulhões);
e)    Comissão de Cestas Básicas e Produtos de Higiene para o Combate ao Corona Vírus (Denise Galeazzi, Jucemara Beltrame, Sueli Mousquere Volnei Picolotto);
f)    Comissão de Criação e Registro da Associação de Amigos do Comitê (Benedito Tadeu César, Igor Teixeira, Jucemara Beltrame, Magda G. François, Maria da Graça Pinto Bulhões e Mário Madureira);
g)    Comissão de Eventos (Jucemara Beltrame e Rosângela Cabral);
h)    Comissão de Organização de Saraus (Denise Galeazzi e Vinícius Galeazzi);
i)    Grupo de Conjuntura Econômica (formado por 25 economistas, administradores, tributaristas, especialista em políticas públicas, juristas e um filósofo, sob a coordenação dos companheiros Benedito Tadeu César, Paulo Timm, Volnei Picolotto e Adalmir Marquetti);
j)    Grupo de Conjuntura Política (em formação, mas já constituído por um grupo de 25 cientistas políticos, sociólogos, historiadores, advogados, professores universitários, um filósofo, um jornalista);
k)    Grupo “Ocupa Praça/Artes na Rua” (em formação e com nome ainda em aberto, formado pelas companheiras Magda Galant François, Maria da Graça P. Bulhões, Maria Rosa Fontebasso, Naia Oliveira e Terezinha Maria Woelffel Vergo - Teteca)
l)    Comissão de Comunicação e Combate a Fake News: foi aprovada na última reunião presencial, no dia 13 de fevereiro de 2020, a constituição de uma comissão para elaboração de um projeto de trabalho, composta por Alexandre Costa, Gisela Aguiar, José Antônio Tavares, Magda G. François, Naia Oliveira, Paulo Laydner e Vinicius Galeazzi.  

Todas as Comissões e Grupos de Trabalho estão sempre abertas à participação de todos/as integrantes do Comitê interessado/as. Para participar, basta manifestar seu interesse em uma reunião presencial (em Tempos sem pandemia) ou fazer contato por WhatsApp ou telefone com um dos integrantes da Comissão ou Grupo de Trabalho (em tempos de pandemia e isolamento social)